segunda-feira, julho 16, 2018

Research scholaship/grant for software engineering of 3D animation

If you want to work on my research team, please apply to this recent grant/scholarship opportunity, until July 25th, 2018:


This is the follow-up to a previous grant, and we aim to pursue its outcomes. The major goal is to enable behaviours and actions in serious games and simulations to outlast the technology rendering them!
 
Your goal will be to program a proof-of-concept: show that using our methods we can play the same choreography of characters in both a virtual reality game and an augmented reality scenario: one choreography, multiple replay platforms. The virtual reality game can be an existing one or something created from scratch (we're open to ideas, since this is a proof-of-concept) and for augmented reality we are in the process of acquiring a Meta2 headset.
 
Use of games in training & education is being limited due to the loss of materials and know-how as newer technology requires abandoning all previous content... it's simply too much investment for small and medium companies, for non-profits, even for many educational organizations.
We are working to change that!
This slideshow present our view on the research goals:

The workplace is in Coimbra's offices of Universidade Aberta, and my research group is within INESC TEC, the largest research unit on this field in Portugal.

You'll work in close online cooperation with other researchers, in the scope of the CHIC media industries project (axis A), as well as researchers developing this technology for other projects.

Here are some papers on the technology behind this, which we are pursuing further:

Silva, Emanuel; Silva, Nuno; Morgado, Leonel (2014). Model-Driven Generation of Multi-user and Multi-domain Choreographies for Staging in Multiple Virtual World Platforms. In Yamine Ait Ameur, Ladjel Bellatreche, & George A. Papadopoulos (eds.). "Model and Data Engineering, 4th International Conference, MEDI 2014, Larnaca, Cyprus, September 24-26, 2014. Proceedings", pp. 77 - 91, ISBN 978-3-319-11586-3. Cham, Switzerland: Springer International Publishing.

Cassola, Fernando; Iria, José; Paredes, Hugo; Morgado, Leonel; Coelho, António; Soares, Filipe. (2017, poster). Using choreographies to support the gamification process on the development of an application to reduce electricity costs. In "Games and Learning Alliance. 6th International Conference, GALA 2017". Cham, Switzerland: Springer International Publishing.

sexta-feira, abril 27, 2018

Assembleia Municipal de 27 de abril - Intervenção de Leonel Morgado

Caros munícipes,

Apresento aqui a minha intervenção na Assembleia Municipal de Ansião de dia 27 de abril de 2018:


«Ex.mos senhores presidentes e vereadores, caros deputados, caros munícipes,
Começo por dar nota que continuo a receber o essencial da documentação em papel e não em formato digital.

O conselho de Ansião conta desde a última assembleia com uma nova valência: o Centro Local de Aprendizagem da Universidade Aberta. Saliento, que o Sr. Presidente cumpriu aquilo a que se comprometeu na última Assembleia, de reconhecer em orçamento a manutenção desta valência, pois nos novos planos para 2019 e anos seguintes já consta uma verba para este centro, embora de apenas €1000 por ano, o que não cobre sequer um mês de funcionamento, pelo que espero que venham a ser em tempo útil novamente corrigidos.
Com agradável surpresa, dei conta, nas atas das reuniões de câmara, dos agradecimentos ao meu esforço, tanto por parte dos vereadores da oposição como por parte do executivo. Agradeço aqui publicamente essas palavras e comprometo-me a continuar a dedicar-me a desenvolver Ansião com esta valência. Uma valência de impacte regional, pois abrange 110 mil habitantes, desde Pombal até Pampilhosa da Serra. Assim saiba o município congregar os concelhos vizinhos para a cooperação, não se isolando e assumindo Ansião um papel a nível regional.
Soubemos pois aproveitar esta oportunidade. E é sobre oportunidades que venho falar hoje.
Ninguém duvida que Ansião é o melhor lugar para este centro da Universidade Aberta. Claramente. Mas tivesse aberto algum antes nas proximidades e a situação poderia ser hoje outra. Houve uma oportunidade e não foi desperdiçada. Não devemos desperdiçar oportunidades, pois podem não se repetir.
Aliás, estamos em sintonia, senhor presidente de câmara, pois na ata da reunião de câmara de 16 de fevereiro é isso que diz: “não se deverão desperdiçar oportunidades”.
Neste momento, enquanto aqui debatemos, se surgir a oportunidade de vir para Ansião uma empresa que precise de dois ou mais lotes contíguos, não temos onde a acolher.
Sr. Presidente de Câmara: na reunião de câmara de 16 de fevereiro, cujas atas só agora nos foram entregues, deixa claro que pretende iniciar as obras do parque empresarial do Camporês só em 2019 e concluí-las em junho de 2020. Nos documentos que hoje temos aqui em mãos, dá-se conta dessa intenção pela redistribuição de verbas.
Fica claro, portanto, que a sua intenção é correr o risco, durante mais um ano do que o previsto originalmente, de perder oportunidades de investimento – de criação de empregos – no concelho.
Fica claro, portanto, que perdemos quatro meses – quatro meses desde dezembro, altura em que tentámos a bem do concelho reprovar o orçamento, dando conta da nossa total disponibilidade para o aprovar após corrigido este aspeto que só agora em abril será corrigido.
Sr. Presidente de Câmara, sendo salutar esta correção, estamos a correr o risco de só ter lotes contíguos no Camporês daqui a dois anos – dois anos em que podemos perder oportunidades de empregos de fixação de população em Ansião, de lhes evitar deslocações diárias pelo IC8 a Pombal e mais além. Dois anos de risco de perda de oportunidades.
Disse-me aqui que os orçamentos são dinâmicos, corrigem-se. Hoje é-nos proposta uma dessas correções.
Sr. Presidente, lanço-lhe o desafio: para que deixar 15% do investimento para seis meses em 2020? Perdemos 4 meses em relação ao previsto pelo executivo anterior, não percamos um ano! Ainda pode recuperar pelo menos metade desse tempo. Coloque em 2019 os 15% de verba que tem em 2020 e tente acabar o Camporês antes do Natal, dê essa oportunidade às pessoas do concelho que cá querem viver e trabalhar.»

segunda-feira, fevereiro 26, 2018

Assembleia Municipal - Intervenção de Leonel Morgado - 26 de fevereiro de 2018

Caros munícipes,

Apresento aqui a minha intervenção na Assembleia Municipal de Ansião de dia 26 de fevereiro de 2018:

Ex.mo senhor Presidente da Câmara,

Como sabe - e trago aqui um termo de química como símbolo de ciência - fui catalisador do processo de criação do Centro Local de Aprendizagem da Universidade Aberta em Ansião. A convite do anterior executivo, participei inclusivamente em várias reuniões com vista a promover a sua concretização, ocasiões em que tomei contacto com o texto do protocolo assinado em agosto. Agradeço desde já também ao Senhor Presidente a boa-vontade que tem demonstrado em me manter a par da evolução do processo.

Gostaria de poder confrontar o texto do protocolo assinado com as minutas a que tive acesso no processo preparatório. Solicitei-lho na passada quinta-feira, no dia em que nos entregaram as atas das reuniões de câmara, mas até ao momento não o recebi.

E falo das atas das reuniões de câmara por isto: assumindo que não tenha havido alterações no texto do protocolo face às minutas, constatei com surpresa, ao ler a ata da reunião de câmara do dia 19 de janeiro, linha 377 e seguintes, que o Senhor Presidente transmitiu aos vereadores que o protocolo previa que o recurso humano fosse cedido a meio tempo, sendo a realidade de cedência a tempo inteiro uma novidade.

Ora, o recurso humano é o tema da 3.ª cláusula do protocolo, que em lado algum refere que possa ser a meio tempo. Gostaria por isso que o Senhor Presidente pudesse clarificar aos vereadores e munícipes esta questão de ter considerado que o recurso humano poderia ser a meio tempo.

Acrescento que coloquei ao Senhor Presidente uma questão na última assembleia municipal que não foi respondida. Assumo que tal se possa ter devido à novidade do controlo cronométrico dos tempos de intervenção, pelo que lhe dou nova oportunidade de responder.

O protocolo (e falo aqui com base na minuta) prevê na Cláusula n.º 4 que o município se obriga - repare, obriga - a incluir nos seus orçamentos ordinários as verbas necessárias para assumir a sua participação nos gastos totais do Centro Local de Aprendizagem.
Tal como outros compromissos que a Câmara assumiu, também este não consta do orçamento aprovado, nem das opções do plano. Já sabemos que a bancada do PS se sente confortável em ter aprovado um orçamento que contradiz os compromissos municipais, mas pergunto-lhe, Senhor Presidente, como propõe corrigir esta desconformidade? Será possível, pelo menos para assumir a estratégia de tornar definitiva esta valência no concelho, apresentar uma solução até à próxima assembleia municipal?

terça-feira, dezembro 26, 2017

Research scholaship/grant for software engineering of 3D animation

If you want to work on my research team, please apply to this recent grant/scholarship opportunity, until January 10th, 2017:



The major goal is to enable behaviours and actions in serious games and simulations to outlast the technology rendering them!
Use of games in training & education is being limited due to the loss of materials and know-how as newer technology requires abandoning all previous content... it's simply too much investment for small and medium companies, for non-profits, even for many educational organizations.
We are working to change that!
This slideshow present our view on the research goals:


The workplace is in Coimbra's offices of Universidade Aberta, and my research group is within INESC TEC, the largest research unit on this field in Portugal.

You'll work in close online cooperation with other researchers, in the scope of the CHIC media industries project (axis A), as well as researchers developing this technology for other projects.

Here are some papers on the technology behind this, which we are pursuing further:

Silva, Emanuel; Silva, Nuno; Morgado, Leonel (2014). Model-Driven Generation of Multi-user and Multi-domain Choreographies for Staging in Multiple Virtual World Platforms. In Yamine Ait Ameur, Ladjel Bellatreche, & George A. Papadopoulos (eds.). "Model and Data Engineering, 4th International Conference, MEDI 2014, Larnaca, Cyprus, September 24-26, 2014. Proceedings", pp. 77 - 91, ISBN 978-3-319-11586-3. Cham, Switzerland: Springer International Publishing.

Cassola, Fernando; Iria, José; Paredes, Hugo; Morgado, Leonel; Coelho, António; Soares, Filipe. (2017, poster). Using choreographies to support the gamification process on the development of an application to reduce electricity costs. In "Games and Learning Alliance. 6th International Conference, GALA 2017". Cham, Switzerland: Springer International Publishing.

segunda-feira, maio 23, 2016

MULTIS architecture for integration of virtual worlds in information systems



Aye, it is a great day for me and my team today.
After a long wait, and a longer still period, we finally published our early approach for integration of virtual worlds in information systems - Learning Management Systems (LMS) in particular, but actually applicable in most business information systems.

We called it MULTIS - the name of a project funded by the company then called Portugal Telecom Inovação (now Altice Labs). It enables customization and control of the learning experience in virtual worlds, from the traditional backoffice of a Web-centric information system.

The paper also provides a detailed literature review on such efforts and related technology.

Now off to write how we used this architecture and what we achieved...


Schematics of the MULTIS architecture


segunda-feira, setembro 21, 2015

iLRN 2015 conference - Immersive Learning Research Network

I'm the programme co-chair for next year's iLRN 2016 conference in Santa Barbara, California, USA.

Last year's event was a terrific meeting of people from around the world, pushing forward knowledge and technology about immersive learning.

It's not just for computer scientists and educational sciences. It's not just for educators. We need all on board: interaction designers, philosophers, social scientists, ethnographers, economics, and more.

Submit your work and join us in Santa Barbara for a great event.
http://immersivelrn.org/ilrn2016


terça-feira, maio 19, 2015

III Seminário - "Tolkien - Construtor de Mundos"

No próximo dia 29 vou poder conhecer mais apaixonados por Tolkien, no ambiente académico do III Seminário "Tolkien - Construtor de Mundos", No Anfiteatro III da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
O meu tema será a relação do universo de Tolkien com os videojogos. Nem sempre (ou quase nunca) pacífica, mas profunda e sustentada.

É que se hoje em dia há conceitos transversais, como anões fortes e de trato difícil e elfos altos, com uma magia inerente, espécie de mito primordial deturpado em fadinhas vitorianas, a Tolkien isso se deve.
É que provavelmente não seria assim. Veja-se, por exemplo a diferença entre os elfos do Dragon Age (imagem da esquerda) e os elfos do Pai Natal (à direita).


O mesmo se constata nos anões. Tal como os elfos de Tolkien são encarados como um mito primordial que se concebe deturpado nos elfos natalícios e vitorianos, os anões são igualmente concebidos de igual forma. Aliás, na mitologia de Tolkien os anões foram criados antes dos elfos, por impaciência de Aulë, mas obrigados a esperar pelos primogénitos de Ilúvatar (os elfos), para enfim despertarem. Estes anões de Tolkien são complexos, próximos dos anões nas histórias da Europa Central e Setentrional, mas seriam esses a afirmar-se nos videojogos? Pela mesma altura que Tolkien começava a ser lido, com O Hobbit, entrava de rompante um filme de Disney... A Branca de Neve e os Sete Anões. E nesse filme, o conceito de anão é muito diferente. Mas já num dos primeiros videojogos, ADVENTURE, surgia dentro de uma caverna um anão que atirava um machado ao jogador... Bem longe do Soneca e do Dunga, claramente (até porque esses usavam picaretas).
Disto e de mais, enfim, poderei falar dia 29.
 



ShareThis